Vitaminas

vitaminas-okAlém das vitaminas acima descritas a Chlorella é rica noutro potente antioxidante natural, a clorofila (KUMAR et al. 2001). Em dietas de desintoxicação hepática a utilização desta torna-se uma aliada na eliminação de metais tóxicos que quando em excesso participam de reacções cujos efeitos são indesejáveis para a manutenção da integridade celular, bem como, na oxidação de lipoproteínas.

 

Os resultados acima apresentados, ajudam-nos a concluir que a alga Chlorella tem diversas qualida-des terapêuticas, mostrando-se ser um alimento completo, sendo por isso mundialmente conhecida como “super alimento”.

A empresa Sun Chlorella Corp. tem intenção de continuar o desenvolvimento de novas pesquisas para que conclusões mais concretas sejam estabe-lecidas para que, quantidades adequadas desta micro alga possam ser utilizadas na prevenção e auxilio de diversos tratamentos. O objectivo deste material é informar os profissionais de nutrição e saúde em geral dos benefícios da alga Chlorella, não tendo o propósito de substituir qualquer conselho ou tratamento médico.

 

•          A Chlorella é uma importante fonte de nutrientes como vitaminas hidrossolúveis (principalmente vitamina B12) e lipossolúveis (principalmente beta-caroteno), proteínas de alto valor biológico, fibras, clorofila e CGF (fitonutriente rico em ácidos nucleicos).

•          A sua utilização, quando associada a hábitos alimentares saudáveis, pode representar uma terapia alternativa para a diminuição do risco de algumas doenças como diabetes, hipertensão arterial, hipercolesterolemia e resistência à insulina (componentes do síndrome metabólico).

•          Dados científicos realizados em estudos in vitro, indicam um possível efeito positivo da chlorella sobre enzimas intracelulares envolvidas na sinalização da acção da insulina. Ainda, a mesma parece inibir a expressão de mediadores inflamatórios, envolvidos na etiologia da resistência à insulina em obesos.

•          Devido à presença de vitaminas antioxidantes, a chlorella pode ser benéfica em indivíduos diabéticos e na redução da progressão da aterogénese.

•          Em animais diabéticos, a chlorella apresentou efeitos como: melhora dos níveis de hemoglobina glicosilada, redução da peroxidação lipídica, aumento da captação de glicose e diminuição dos níveis plasmáticos de ácidos gordos não esterificados.

•          O consumo regular de chlorella está associado à estabilização dos níveis de pressão arterial diastólica em indivíduos hipertensos.

•          A suplementação com chlorella parece reduzir os níveis de colesterol total.

•          Por ser rica em vitamina B12, a chlorella pode ser útil na normalização dos níveis de homocisteína, que em excesso está relacionada com o desenvolvimento da aterogénese.

•          O beta-caroteno presente na chlorella é um precursor do retinol, que tem um importante papel na regulação da expressão génica de proteínas.

•          A clorofila é importante para a eliminação dos metais tóxicos e desintoxicação hepática, que quando em excesso são prejudiciais à saúde e co-factores na progressão de doenças.